Mulher DJ?

“Tio, menina também pode?”

A pergunta aconteceu logo no começo da segunda vivência de DJ para crianças, dessa vez na comunidade de Vila Bela, em São Mateus.

Me pegou desprevenido. Respondi, caprichando na ênfase: “Claro que pode! Todo mundo pode! Chama as suas amigas”.

Com isso, rolou uma participação de meninas bem maior do que na vivência da semana anterior, no Campo Limpo, onde só uma menina se arriscou.

A falta de meninas na primeira vivência tinha me chamado a atenção, mas achei que era só desinteresse pela atividade.

Não tinha sacado que havia outro motivo no ar: ser DJ, equipamento de som, animação de baile, ainda é muito visto como “coisa de menino”.

Pelo menos na Vila Bela no sábado passado essa ideia foi um pouco subvertida.

Em uma semana de ataques pesados da ograda contra as mulheres brasileiras, achei bastante digno.

camilo menina fukuman

por Camilo Rocha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s